Palavra Profética 2018

Mesmo que ele chegue de noite ou de madrugada, felizes os servos que o senhor encontrar preparados. (Lucas 12:38)

Estamos chegando a mais um final de ano e há sempre em nossos corações uma expectativa do que virá no próximo ano. Deus se move nos tempos e cremos que Ele continua falando e nos dando orientação para como devemos dar os próximos passos para cumprir Seus propósitos e não sair do alinhamento que Ele tem para nós com Seu Espírito.

O ano de 2018 é um ano marcado por muitas mudanças rápidas e decisivas, que na verdade já começaram nesse ano de 2017.

É um ano de Discernimento, de compreender os tempos e ver os sinais proféticos sobre os fins dos tempos. O que Ele deseja de nós é que estejamos alertas para podermos estar preparados. O Discernimento é uma ferramenta poderosa e fundamental para vermos e entendermos o reino espiritual ao nosso redor. Precisamos urgente termos essa clareza e senso para ver o que realmente acontece e saber tomar as decisões corretas, agindo de maneira certeira diante dos acontecimentos mundiais e dos enganos e mentiras que estão cada vez mais sutis e imperceptíveis.

O discernir envolve nossa visão:

Jesus, parando, chamou-os e perguntou-lhes: “O que vocês querem que eu faça?” Responderam eles: “Senhor, queremos que se abram os nossos olhos”. Jesus teve compaixão deles e tocou nos olhos deles. Imediatamente eles recuperaram a visão e o seguiram. (Mateus 20:32-34 NVI)

“Pois Deus vê o caminho dos homens; ele enxerga cada um dos seus passos”. (Jó 34:21 NVI)

“pois ele enxerga os confins da terra e vê tudo o que há debaixo dos céus”. (Jó 28:24 NVI)

Deus compartilhou com seus servos profetas o que Ele via. Ele queria que o homem tivesse entendimento do que acontece nos céus e como isso pode modificar nossa vida na terra.

É tempo que os olhos espirituais sejam abertos e Deus quer derramar um nível de revelação a todos aqueles que estiverem dispostos a ver o que Ele vê.

Isaías 6 – Quando o profeta Isaías teve a visão de Deus no templo, o Senhor queria que Ele entendesse a necessidade da santidade tanto em sua vida como no meio do Seu povo.

Ezequiel 47:6

Ver também fala de revelação, de percepção, de enxergar o mundo espiritual e discernir o que Deus está querendo fazer. Ver também fala de visão profética, olhos abertos para o mundo espiritual, entendimento dos tempos e as intenções do inimigo.

O que Deus vê hoje em sua igreja não é novo.

Tem acontecido desde antes que ela fosse fundada e através dos tempos, Ele tem levantado pessoas para que também vejam como Ele e lutem contra tudo o que se opõe à Sua Palavra e Sua obra.

Ezequiel foi chamado a ver o templo, as idolatrias e a corrupção da liderança. (Ez 8:13)

Primeiro o Senhor se mostrou ao profeta e ele O viu em Seu esplendor e Sua glória.
A imagem do ciúmes – hoje com a fama e o estrelismo, há uma idolatria egocêntrica mascarada.
A liderança estava “escondida” adorando imagens esculpidas. Hoje, se fazem muitas coisas escondidas crendo que o Senhor não está vendo. A presença dele estava lá e isso significa que Ele sim sabia e via tudo o que passava.
Ele viu a adoração a Tamuz, deus da fertilidade (sensualidade exacerbada) e viu também a adoração ao deus sol, que era característico da Babilônia (isso fala da mistura que nós cremos que podemos fazer com as coisas do mundo que são trazidas e, aceitamos e praticamos as mesmas coisas que aqueles que adoram tais coisas praticam e aceitam).
Os querubins que ele viu estavam cheios de olhos.
Somente o fogo de Deus e Sua glória podem Restituir ao templo sua identidade original. Temos que buscar essa glória para que o templo seja cheio novamente.
“Porque o Senhor derramou sobre vós um espírito de profundo sono, e fechou os vossos olhos, vendou os profetas, e os vossos principais videntes. Por isso toda a visão vos é como as palavras de um livro selado que se dá ao que sabe ler, dizendo: Lê isto, peço-te; e ele dirá: Não posso, porque está selado. Ou dá-se o livro ao que não sabe ler, dizendo: Lê isto, peço-te; e ele dirá: Não sei ler. Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído;” (Is 29:10-13)

Por causa da desobediência, as consequências são:

  • Estupor – Diminuição ou paralisação das reações intelectuais, sensitivas ou motrizes.
  • Entorpecido; sonolência; sem visão; sem direção.

O que Deus vê hoje em sua igreja:

  • Uma igreja dividida
  • A ênfase maior em “ter” e não “ser”
  • Uma igreja que não busca revelação dos tempos – muitos rejeitam o entendimento das restaurações de Deus e como ele caminha preparando o mundo para todos os acontecimentos que virão.
  • Uma igreja que não evangeliza
  • Uma igreja morna que justifica o pecado enfatizando a “graça” sem entendimento.
  • Uma igreja egoísta, centrada em si mesma, dentro das “quatro paredes”, isolada das demais.
  • Uma igreja acomodada que quer conforto e não quer ser confrontada em seus pecados e atitudes.
  • Uma igreja insensível para ver e ouvir o que Deus está falando, porque tem muitos conceitos e muitas filosofias humanas.

Hipócritas! Vocês sabem interpretar o aspecto da terra e do céu. Como não sabem interpretar o tempo presente? (Lucas 12:56)

Jesus alerta sobre a necessidade de interpretarmos os tempos observando os sinais. Com todas as mudanças que temos visto, inclusive relacionadas a Israel, podemos perceber que a palavra do Senhor está se cumprindo. Esse é o tempo de sermos tratados por Deus para que Ele nos leve a um novo nível de relacionamento com Ele para podermos compreender claramente Sua perfeita vontade.

Tempo de fluir nos dons do Espírito e de a Igreja despertar-se para os ministérios de maneira que, não apenas os jovens e adultos, mas as crianças e adolescentes serão cheios do Espírito e a Palavra se cumprirá: a outro, poder para operar milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a outro, variedade de línguas; e ainda a outro, interpretação de línguas. 1 Coríntios 12:10. A Igreja atuante não apenas como um órgão, mas um organismo vivo que caminha para seu propósito,

Tempo de despertamento da igreja e de reconhecer seu propósito como luz nas cidades e nações. Tempo de brilhar nossa luz: “Ninguém acende uma candeia e a coloca em lugar onde fique escondida ou debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, para que os que entram possam ver a luz. Lucas 11:33. Deus deseja que seu povo resplandeça no meio das trevas da mentira, do engano, das falsas doutrinas e filosofias humanas. Os filhos de Deus terão que assumir seu compromisso e sua posição como aqueles que não tem dúvida sobre sua convicção de fé. Haverá uma maior pressão com relação ao nosso comprometimento com a Palavra de Deus e o quanto nós cremos nela. Nossa luz precisa brilhar e temos que dar testemunho da nossa fé, sem dúvidas e sem vacilar. Haverá um grande mover de avivamento e as pessoas ficarão curiosas com relação ao que estará passando na Igreja.

Todo ataque que se levantou para destruir a família e os princípios bíblicos que mantém a sociedade, atingindo principalmente a identidade das crianças e adolescentes, Deus está pedindo que a Igreja se levante e resplandeça com Sua força e tome posição para quebrar todo laço e toda maldição que se levantou sobre a terra. Todo espírito de morte e suicido que foi lançado para ceifar essas vidas, a Igreja precisa tomar autoridade e levantar-se para frear.

Tempo da Igreja voltar às suas origens – Assim diz o Senhor: “Ponham-se nas encruzilhadas e olhem; perguntem pelos caminhos antigos, perguntem pelo bom caminho. Sigam-no e acharão descanso”. Mas vocês disseram: ‘Não seguiremos! Coloquei sentinelas entre vocês e disse: Prestem atenção ao som da trombeta! Mas vocês disseram: ‘Não daremos atenção’. Jeremias 6:16,17.

Em meio à rebelião e obstinação, Deus reforça um mover profético para chamar seu povo a uma busca mais intensa para que os corações se voltem novamente para Ele e deixem seus maus caminhos e seu distanciamento.

A Igreja se distanciou pouco a pouco das suas origens, tornando-se um local de entretenimento, onde se faz tudo para atrair as pessoas, mas o Senhor está buscando um povo que com simplicidade e sinceridade pura possam busca-lo em espírito e em verdade e onde o dinheiro e a fama não sejam uma busca desenfreada para alcançar posição e destaque. Deus está levando seu povo às origens.

Tempo da Igreja voltar às suas origens. Deus está trabalhando nos corações dos líderes.

  • Comunhão; Um só coração; Enchimento com o Espírito Santo; Entendimento aos órfãos e às viúvas – ação social e atendimento; Apóstolos e profetas em seu trabalho tato em nível local como nas cidades e nações; Salvação, evangelismo – muitos eram salvos e acrescentados à igreja; Havia um mover dos dons do Espírito; Havia alegria em meio à perseguição; Devoção, adoração e constante tempo de oração.

Não é tempo de lamentar-se e sim de levantar as vozes em intercessão e clamor. Deus está com seus ouvidos abertos esperando Seu povo tomar a posição, assim como Habacuque estava na sua posição sobre a muralha, intercedendo e indignado com a violência, a maldade, a corrupção e todo tipo de mentira e engano que estava sobre a nação, também o Senhor diz: enquanto vocês estiverem na brecha, clamando e pedindo em favor das nações, Eu agirei em favor delas. Espero pelo mover da Minha Igreja Amada, daqueles os quais eu chamei para serem meus e viverem conforme Minha Palavra. Tomem suas posições e esperem o Meu agir. Sua dor será a minha dor. Sua lágrima será a minha lágrima e eu levantarei nesse tempo aqueles que ainda tem um coração disposto a me servir, e eles serão enviados, mesmo em tenra idade a todos os lugares onde há necessidades. Farei um pacto com todos aqueles que se dispuserem a me servir e obedecer minha voz de comando. Porei em suas bocas as palavras que precisam falar com autoridade pelo Meu Espírito e todos saberão, pelos sinais, que Eu Sou quem os está enviando. Levantem a bandeira do meu Evangelho e se movam no meu fluir, pois onde seus corações desejarem ir para levar a Minha Palavra, eu os levarei e serei com eles e lhes darei Meu poder e minha força. Não temam pela provisão, pois irei adiante e levantarei aqueles que irão sustentar a Minha obra com amor e com abundância.

Vivian Carnieto Antonio

Profetisa
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *